Especialistas dos Estados brasileiros se reúnem para consolidar estratégias de transformação digital

por Alessandra Pires/ ABEP-TIC
publicado: 22/11/2019 17:55:00, atualizado: 09/01/2020 09:06:37
Representantes do Grupo de Transformação Digital dos Estados e do Distrito Federal - Foto: ABEP-TIC

Carteiras de Identidade, de Trabalho ou de Habilitação ou até mesmo a carteira de vacinação ou um documento do carro já podem estar dentro do celular. Apesar dessa facilidade para o cidadão, muitos brasileiros ainda desconhecem essas alternativas ou os estados ainda não estão preparados. Para que o uso destes serviços e documentos virtuais se torne uma realidade, o Grupo de Transformação Digital dos Estados e do Distrito Federal (GTD.gov) estabeleceu metas para que as unidades federativas se preparem e incentivem o uso desses documentos. 

A meta é que a emissão desse documento impresso seja reduzida nos próximos anos, assim como a do CRLV digital - Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. O GTD pretende que até o final do próximo ano os estados não imprimam mais os documentos de licenciamentos de veículos. Para que esse benefício seja sentido pela população, gestores públicos estarão reunidos, em Brasília, entre os dias 20 a 22 de novembro, no Instituto Serzedello Corrêa, para a 3ª reunião do GTD.Gov.

De acordo com o superintendente de Sistemas da Informação da Agência de Tecnologia da Informação do Tocantins (ATI-TO) , Marinaldo Santos, a participação do Tocantins no evento tem sido importante pois é uma agenda conjunta sobre projetos da transformação digital em parceria com o governo federal. “Nessa reunião nacional está sendo definido um documento de diretrizes sobre governanças de transformação digital que será compartilhada entre os estados contendo as diretrizes para nortear as ações de transformação digital no Brasil, trabalhando em parceria para adesão dos serviços digitais”, afirmou.

Além da popularização dos serviços nacionais, o GTD apresentou resultados voltados a transformação de serviços digitais. Foram desenvolvidos métodos para apoiar a transformação digital de serviços estaduais e para o cálculo da economia fiscal com a Transformação Digital. Para viabilizar os serviços digitais, o grupo apresentou o modelo de arquitetura genérica para as plataformas estaduais de serviços.

 “Através das plataformas digitais de serviços, os cidadãos terão ambientes integrados e simplificados para relacionamento com o Estado e para acesso a serviços públicos. A arquitetura genérica desenvolvida pelo GTD aponta os caminhos para a construção destas plataformas nós Estados”, pontuou Romero Guimarães, da Agência de Tecnologia da Informação do Estado de Pernambuco.
 

Sobre o GTD

Criado em maio de 2019 pela ABEP-TIC e pelo Conselho Nacional de Secretários de Estado de Administração CONSAD), o GTD une representantes dos governos estaduais e distrital, do terceiro setor e de organismos internacionais com o intuito de acelerar e facilitar o desenvolvimento da Transformação Digital nos estados e no Distrito Federal por meio da troca de experiências e implementação de inovação em serviços prestados à população, por exemplo.

O GTD também procura identificar e viabilizar meios de financiamento para a implementação digital nos estados e promover uma participação mais efetiva dos governos estaduais na Rede.gov.br, que é um ambiente de colaboração, intercâmbio, engajamento, articulação e cocriação de propostas inovadoras relacionadas a temática de transformação digital no setor público, capitaneado pelo governo federal.

 

Representantes do Grupo de Transformação Digital dos Estados e do Distrito Federal - ABEP-TIC
Representantes do Grupo de Transformação Digital dos Estados e do Distrito Federal - ABEP-TIC
keyboard_arrow_up