Agência de Tecnologia tem trabalhado no atendimento aos servidores que adotaram o trabalho remoto

Modelo de trabalho atende as medidas de cautela à propagação do Covid-19
por Tamires Rodrigues/ Governo do Tocantins
-
a8983045-f66d-46ec-8b0f-2d73d405a932.jpg
Utilização de aplicativos de vídeo conferência auxiliam no home office - Foto: Braun Aguiar/ Arquivo Pessoal

O governo do Tocantins, por meio Agência de Tecnologia da Informação (ATI), tem trabalhado no atendimento aos servidores que tem adotado de trabalho remoto seguindo as orientações publicadas pelo Governo do Estado do Tocantins em cautela à propagação do Covid-19, os técnicos da ATI tem trabalhado constantemente disponibilizando ferramentas para a continuidade do trabalho por meio da modalidade de Home Office para os servidores do Estado do Tocantins.

Desta forma, todos os esforços garantem o total acesso às pastas, arquivos e demais ferramentas virtuais de trabalho de maneira que não comprometa a qualidade dos serviços essenciais à população. ”A Agência de Tecnologia, atendendo as determinações do governador Mauro Carlesse, tem realizado o atendimentos aos servidores  sem deixar que o Estado perca a eficiência e continue a atender as medidas de cautela à propagação do Covid-19”, afirmou o presidente da ATI Thiago Maciel.

O Decreto do Governo do Tocantins autorizou o trabalho remoto para os servidores do grupo de risco, que inclui os com idade igual ou superior a 60 anos; gestantes e lactantes; aqueles que mantenham sob sua guarda criança menor de um ano; e portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico.

A recomendação é muita cautela no cuidado da saúde dos servidores. Assim, durante este período reforçamos que pratique as recomendações de prevenção e evite locais com aglomeração de pessoas.

Decreto

Preocupado com a disseminação da COVID-19 (novo Coronavírus), e em garantir a ordem pública e o bem-estar social da população, o governo do Tocantins instituiu, no último dia 13 de março de 2020, o  Decreto n. 6.065, que apontou o trabalho remoto como uma das possibilidades  a serem adotadas pelas pastas para a execução de alguns serviços públicos estaduais.

Tanto no Brasil, como no exterior, empresas adotaram o regime de trabalho remoto por causa do novo coronavírus. O foco foi  intensificar os cuidados quanto à circulação de pessoas, criando condições para que permaneçam em ambiente domiciliar ao longo dos próximos dias, sem comprometer a jornada e os trabalhos desenvolvidos, com intuito de alcançar o maior achatamento possível da curva de contágio do COVID-19.

Utilização de aplicativos de vídeo conferência auxiliam no home office - Pedro Luis de Oliveira/ Arquivo Pessoal
keyboard_arrow_up